Um dos maiores gastos para qualquer empresa que trabalha com transportes ou maquinário é o consumo de combustível. O controle de abastecimento de veículos ou máquinas é uma forma dos gestores acompanharem o consumo das máquinas da empresa, ele diminui os desperdícios, aumentando a confiabilidade e o desempenho da frota. O controle também permite detectar desvios de combustíveis por parte dos funcionários e encontrar falhas no processo.

Realizar este monitoramento é uma tarefa de suma importância que garante uma maior eficiência para a frota. Separamos neste post 6 dicas para gestores de frota controlarem o abastecimento de veículos. Confira:

Identificar cada veículo da frota

O primeiro passo para se fazer qualquer fiscalização é: identificar. É impossível controlar sem que sejam identificados cada um dos veículos da empresa. Com a identificação dos modelos, anos de fabricação, motoristas e detalhes relevantes é possível controlar o volume de combustível utilizado em cada um dos veículos e pelos motoristas, individualmente.

Ter uma frota homogênea

Uma ótima maneira de controle é possuir uma frota com o maior número possível de veículos iguais. Utilizando caminhões, automóveis ou máquinas do mesmo modelo é mais fácil realizar o monitoramento e a criar um padrão de consumo das máquinas, favorecendo a detecção de veículos fora dos parâmetros. 

Acompanhar o abastecimento

Uma forma de assegurar o devido abastecimento dos veículos é acompanhar o momento em que o combustível é abastecido nas máquinas. Controlar este procedimento é uma maneira de certificar-se da quantidade exata que foi colocada no tanque. Esta é uma das maneiras de controlar os gastos com os combustíveis e certificar-se das distâncias percorridas.

Medir a distância percorrida por veículo

Com a realização da medição é possível controlar a quilometragem percorrida em cada um dos veículos, com determinada quantidade de combustível. Esta é outra estratégia para detectar quando veículo da frota está fora do padrão estabelecido pela empresa.

Verificar o hodômetro

Conforme falamos na dica anterior, o controle da distância percorrida é crucial. A verificação do hodômetro é a maneira de confirmar isso, além de detectar a circulação indevida por parte dos motoristas. É através do acompanhando da distância percorrida em cada veículo por abastecimento, que é possível medir de maneira apurada o volume de combustível utilizado e as distâncias percorridas entre os abastecimentos.

No caso de máquinas ou geradores devem-se fazer medições no horímetro, e desta forma acompanhar o gasto de combustível. Através do medidor é possível controlar as horas trabalhadas pela máquina com uma certa quantidade de diesel, e assim comparar com os padrões estabelecidos.

Investir em um software de controle de abastecimento

Esta é uma maneira de conseguir maior dinamismo e eficácia para uma frota. Através de um software específico é possível controlar não só o gasto com o abastecimento e consumo de cada máquina, mas também acompanhar a maneira de condução dos motoristas, ou no caso de máquina dos operadores. Essa ferramenta facilita o processo de análise dos dados, permitindo a criação de relatórios completos sobre as atividades de cada um dos veículos ou máquinas da frota.

Uma grande vantagem que o software permite é a eliminação de erros de anotações e controle, além de disponibilizar relatórios apresentando médias de abastecimento por período e por cada veículo.

O gerenciamento por meio de software favorece o planejamento da empresa e ajuda no desenvolvimento de novas estratégias. Este investimento é uma das melhores formas de garantir uma vida duradoura para a frota.

Gostou das nossas dicas sobre controle de abastecimento de veículos? Você utiliza alguma delas em sua frota? Não deixe de compartilhar suas respostas nos comentários.